mulher com aparelho transparente

o que é mordida profunda ou sobremordida?

saiba tudo sobre a mordida profunda: o que é, como tratar e principais causas

Entenda de uma vez por todas o que é mordida profunda

A mordida profunda, também conhecida como sobremordida, é uma condição dentária de má oclusão em que os dentes superiores cobrem totalmente, ou de maneira excessiva, os dentes de baixo, na posição de mordida.

Muito além de um problema estético para o sorriso, a mordida profunda pode causar vários danos não só aos dentes. Neste artigo, vamos te explicar tudo sobre esse tipo de problema na mordida, suas principais causas e como corrigir. Continue na leitura para saber mais!

Em primeiro lugar, é importante dizer que existem dois tipos de mordida profunda: a congênita e a adquirida. A seguir, veja as suas diferenças:

mordida profunda congênita

Caracterizada por ser desenvolvida durante a gravidez, ou seja, determinada por circunstâncias genéticas

mordida profunda adquirida

Desenvolvida por consequência de fatores como desgaste dos dentes, perda precoce de dentes posteriores ou posturas parafuncionais linguais

Existem diversos motivos que podem levar à mordida profunda. Além do fator genético, a condição pode ser causada por:

  • excesso de força da musculatura na mastigação;
  • extrusão dos dentes anteriores - quando os dentes da frente se movimentam excessivamente para fora do osso;
  • alterações na função lingual, labial e das bochechas
  • desgaste dos dentes através do bruxismo
  • posicionamento inadequado dos dentes superiores frontais, conforme a formação da dentição permanente.

De qualquer forma, na maioria dos casos é visto que não há uma causa isolada para esse tipo de mordida, mas sim um conjunto de fatores coexistindo e se agravando, sobretudo quando não há acompanhamento de um ortodontista.

Com acompanhamento odontológico desde cedo, é possível sim! No caso das crianças, é indicado que haja um acompanhamento periódico com o odontopediatra, para que o profissional possa analisar e avaliar de pertinho o desenvolvimento dos dentes e dos ossos faciais. Dessa forma, o profissional pode intervir e encaminhar o paciente para o ortodontista, se necessário.

Saiba as principais formas de corrigir a mordida profunda

Para corrigir a mordida profunda da forma mais adequada, é preciso de um diagnóstico personalizado e individual, que leve em conta as causas de cada paciente. Apenas com esse diagnóstico em mãos, o dentista pode indicar qual o melhor tratamento.

O uso do aparelho ortodôntico é uma das opções de correção mais comuns. No caso da mordida profunda, é possível tratar com os aparelhos convencionais - como o aparelho fixo metálico, autoligado e o aparelho móvel dependendo do caso - e também com os alinhadores invisíveis, uma opção mais moderna e tecnológica da ortodontia atualmente. O aparelho dental transparente oferece mais conforto e mais discrição na hora de corrigir a mordida, acelerando resultados.

Vale ressaltar que caso a escolha seja o tratamento com aparelho fixo, ele dverá ser associado a outros acessórios. Pode ser que seja usado um aparelho para avanço mandibular, que reposiciona a maxila e o encaixe das arcadas dentárias, as chamadas batentes de mordida (bite ramps).

Em casos de maior complexidade, sobretudo aqueles em que a mordida profunda existe por conta de alterações na estrutura óssea, e não apenas pelos dentes, pode ser recomendada a realização de uma cirurgia.

Por meio de uma cirurgia ortognática, o dentista consegue reposicionar os maxilares no rosto ou na face. O procedimento é feito com o auxilio de parafusosde titânio, que ficam fixados na mandíbula.

O que acontece ao não corrigir a mordida profunda?

É um equívoco dizer que alinhar os dentes e corrigir a mordida é algo apenas estético. Apesar da maioria das pessoas buscarem o tratamento pela causa, existem outras questões funcionais do desalinhamento dentária e da mandíbula, que comprometem partes essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo.

São elas:

  • Desequilíbrio na parte mastigatória, especialmente na posição tridimensional da mandíbula e dos dentes

  • Dores, estalos e travamento da articulação temporo mandibular;

  • Dores de cabeça;

  • Problemas respiratórios;

  • Problemas relacionados ao sono;

  • Desgaste nos dentes;

  • Feridas no céu da boca devido ao atrito com os dentes inferiores;

  • Retração gengival;

  • Dores na região de cabeça e pescoço.

Todos esses pontos são super importantes e merecem ser olhados com atenção, já que caso se agravem, podem gerar outras complicações para o nosso organismo.

Dessa forma, é fundamental um acompanhamento ortodôntico o quanto antes, já que o impacto pode ser em alguma funcionalidade capaz de comprometer a saúde do indivíduo perante suas atividades cotidianas.

Leia mais:

Mordida cruzada: o que é e como corrigir

O que é diastema: saiba por que você tem dentes espaçados

mordida profunda

revele seu sorriso com modernidade

inicie sua jornada com o aparelho invisível e dê adeus à mordida profunda!

Como escolher a melhor opção de correção para o seu caso

Para saber qual a melhor opção de tratamento para a casos de mordida profunda ou qualquer outro tipo de caso de mordida, é essencial que o paciente busque a orientação de um profissional. Apenas com o auxílio de um dentista, que é especialista em ortodontia, é possível chegar à uma conclusão de diagnóstico e de tratamento ortodôntico.

É necessária uma avaliação cautelosa do problema, levando em consideração o perfil do paciente e principalmente seus obejtivos com o tratamento. Resumidamente, é importante que o paciente esteja bem alinhado com o método escolhido, para não haver nenhum tipo de frustração ao longo da jornada.

Saiba quanto você precisa para corrigir a mordida profunda

Os valores para cuidar da mordida profunda vai depender em primeiro lugar do tipo de tratamento escolhido pelo paciente. Como existem os caminhos através da ortodontia e também os caminhos estéticos, o custo pode variar bastante.

Através do aparelho ortodôntico, por exemplo, os valores tendem a ser menores quando comparados aos valores de uma cirurgia ortognática.

Além disso, o preço do aparelho ortodôntico também pode variar de acordo com o tempo de tratamento. Em alguns casos, que não incluem o valor das manutenções no preço do aparelho, o custo pode ser bem mais alto que o esperado.